06 de Mar de 2020

Futuro brilhante: Pontos Diversos forma turma do PPJA

Após um ano de caminhada, a turma 2019 do Programa Petrobras Jovem Aprendiz (PPJA) se formou, nesta quinta-feira (05), em uma cerimônia emocionante e irreverente. Com todos os jovens das quatros sedes (Alagoinhas, Camaçari, Candeias e Salvador), familiares, representantes do Senai, da Petrobras e da Pontos Diversos, a formatura contou com apresentações de dança, música, homenagens e expectativas para um futuro promissor.

Noely de Silva, uma das jovens aprendizes de Candeias, conta que sua vida mudou muito desde o seu ingresso no programa de aprendizagem: "Eu via o mundo com a cabeça muito fechada e eu aprendi a ser mais tolerante, eu aprendi a respeitar mais, eu aprendi a ser mais forte também. Eu sou grata por isso porque, sem o PPJA na minha vida, eu continuaria sendo a garota que vê o mundo de uma forma fechada, vê o mundo de uma forma sem alegria, sem esperança nenhuma, sem expectativa. É isso, eu sou feliz comigo mesma hoje graças ao PPJA.", declara.

Envolvendo diretamente os familiares durante todo o processo, o PPJA sempre teve uma relação muito próxima com os pais dos jovens. Pessoas gratas e felizes de poderem viver com os filhos a primeira formação profissional deles. Simone Santa Rosa, mãe da formanda Saniely Santa Rosa, conta que graças ao programa hoje vê a filha mais responsável e madura: "Esse momento é muito emocionante pra mim, pois eu vejo o quando minha filha cresceu e amadureceu nesse ano. Hoje ela já está fazendo faculdade, sonhando com um futuro melhor, mais responsável e consciente de que ela alçará por conta própria os próximos vôos, mas nunca sozinha!", comenta.

Jakilma Silva, coordenadora do PPJA Bahia, diz que o sentimento é de realização por ver o crescimento dos jovens em apenas um ano de aprendizado: "Para a Petrobras, esse é um projeto muito importante porque ele visa ajudar os jovens carentes dando uma formação técnica-profissionalizante, orientando também nas áreas financeiras e humanas deles. A gente acompanha desde o início e sabe da importância que foi a Petrobras na vida deles. Um projeto que fortalece o vínculo deles na sociedade e na vida profissional.", ressalta.

Questionada sobre o misto de sentimentos de formar a primeira turma do PPJA, Renata Martorelli, diretora-presidente da Pontos Diversos, diz que "Eles só precisam de uma oportunidade porque o mundo é deles! É muita emoção, satisfação e gratidão por tudo que a gente pode olhar nos olhos desses jovens e ver o futuro brilhante, a possibilidade do nosso mundo ser o que a gente realmente acredita, que é um mundo melhor, de esperança. Eles são capazes disso e muito mais. Basta acreditarmos!", concluiu emocionada.