Sarau Pontos Diversos

16 de dezembro de 2017

FONTE: Ministério Público do Estado da Bahia
Publicada em 31/10/2018

Música e poesia, entre outras expressões e produções artísticas, tomaram ontem, dia 30, o auditório da sede do Ministério Público estadual no bairro de Nazaré, em Salvador, com a realização do evento ‘Sarau Pontos Diversos’. Os artistas e produtores culturais são 95 adolescentes de comunidades socialmente vulneráveis, sendo 40 deles pacientes da rede municipal de Saúde Mental de Salvador. Todos são jovens aprendizes que estão aproveitando e construindo oportunidades de se capacitarem com conhecimentos não apenas técnico-administrativos, mas também desenvolvendo talentos artísticos e ampliando o repertório cultural.

“A perspectiva é de garantir o direito à aprendizagem de adolescentes que estão na rede de saúde mental, que merecem uma chance de mostrar que são tão capazes e são tão meninos e meninas como quaisquer outros”, afirmou o promotor de Justiça Carlos Martheo sobre o ‘Artemente’, um dos projetos que integrou o Sarau, envolvendo 40 adolescentes. Segundo o promotor, o projeto resultou de um trabalho coletivo de 1,5 ano realizado pelo MP baiano, a Associação para Promoção da Diversidade Sociocultural e Ambiental (Pontos Diversos), o Ministério do Trabalho, a Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) e pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Segundo a presidente da Pontos Diversos, Renata Martoreli, os jovens aprendizes são contratados nas empresas Porto Fino e Le Biscuit e na Fundação.

Um das jovens que se apresentou foi a adolescente Verônica Serra, de 18 anos. Ela contou que a oportunidade de desenvolver aptidões artísticas tem lhe ajudado a vencer a timidez, a exercitar a autoestima e estimular as habilidades de comunicação, que possibilitam uma melhor desenvoltura no mundo do trabalho. “Sou muito tímida. É preciso muita força para continuar, subir no palco e apresentar meus poemas. Isso melhora as pessoas”, disse.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446 / 0449 / 0448 / 0499 / 6502