28 de Abr de 2020

Ser diverso

Ser diverso faz parte do ser humano. Desde que nos consideramos humanos, já somos diferentes, tanto em raça, habilidades, classe, orientação sexual, criação, vivência, etc.

Porém, existem frases características de nossa nacionalidade, devido a questões coloniais, herança familiar e socialização, que desde pequenos escutamos, como: "Aproveite enquanto você não trabalha", "Hoje é dia de luta", "Indo à guerra", ou até racistas, como: "Hoje é dia de branco", entre outras tantas corriqueiras que escutamos dos nossos pais, colegas, vizinhos... De acordo com o dicionário Michaelis.uol, trabalho é o "Conjunto de positivas atividades produtivas ou intelectuais exercidas pelo homem para gerar uma utilidade e alcançar um determinado fim; Atividade profissional, regular, remunerada ou assalariada, objeto de um projeto trabalhista".

Levando em consideração que já nascemos com o coração bombardeando sangue ao cérebro através do qual conseguimos produzir diversas atividades conscientes e inconscientes, já nascemos trabalhando. Indepedente da subjetividade ou excepcionalidade, viver é produzir, pensar, trabalhar.

Com o desenvolvimento do Colonialismo e Eurocentrismo, o meio do trabalho regular/remunerado ganhou um formato corporal, uma cor e uma determinada função para cada classe social. As pessoas que não alcançam inserção em tal classe social são subalternizadas no meio do trabalho.

Pode-se considerar que a geracão Y vem trazendo uma explosão de impactos culturais com piercings, tatuagens, cadeira de rodas, sexualidades e gêneros... Como escolher uma pessoa que trabalhe bem e não tenha uma ornamenteção no corpo? Sendo que os melhores profissionas estão vindo dessa geração?! Terá de aderir ou a concorrência ganha.

Mas, se formos sinceros nossos antigos donos do Brasil, eram os melhores em modificacoes corporais, logo, a diversidade sempre esteve em nossas raízes, nossas culturas e aprendizagens empíricas. O meio trabalhista sempre teve restrições, que hoje em dia estão tendo de ser quebrados, pois somos singulares e únicos.

Hevi Aqualtune
(Ex) Jovem Aprendiz do Programa Nossa Travessia da Pontos Diversos